Formação Pós-graduada em Fisioterapia Veterinária

Porto - Por confirmar

Introdução

A fisioterapia veterinária foi descrita pela primeira vez em cavalos e era sobretudo associada à prática desportiva. Atualmente compõe vários protocolos terapêuticos de diferentes animais de companhia e é cada vez mais requisitada e reconhecida pelos tutores. Nesta formação modular, reconhecida pela ISVPS, os enfermeiros veterinários poderão estudar e praticar várias técnicas de resolução e minimização de afeções associadas a diferentes sistemas orgânicos, garantindo recuperações mais rápidas e completas aos animais e uma oferta mais ampla de serviços de qualidade no seu local de trabalho.

Formação Pós-graduada em Fisioterapia Veterinária

Por confirmar
Porto
8 Módulos
8 Sessões Práticas
}
9:30-17:30

CURSO ACREDITADO POR:




Esta formação permite obter o título de .

Ler Mais

01 - Introdução à fisioterapia. Anatomia funcional. Anatomia do esqueleto apendicular.
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Os princípios e objetivos da fisioterapia e o papel do enfermeiro veterinário.
  • Importância de um programa de reabilitação.
  • Reconhecimento e localização topográfica das principais referências anatómicas ósseas e músculares.
  • Diferentes tipos de articulações e seu movimento. Tendões e ligamentos. Articulações sinoviais: tipos, estuturas e importância clínica
  • Diferentes grupos musculares, tanto no esqueleto axial como apendicular.
  • Identificação e interpretação de tipos de movimento (marcha, trote e galope...). Diferenças entre conformação e postura.
  • O joelho. Relevância clínica do ligamento cruzado cranial.
  • Relação entre anatomia e a função das estruturas e sua associação com condições clínicas
  • Movimento terminal - identificação e classificação.


Orador:
Valle Sánchez Raez (DVM, Dipl. Quiropráctica Animal y Fisioterapeuta)
02 - Fisiologia aplicada. Fisiologia da cicatrização. Fisiologia do desporto.
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Fisiologia e períodos de cicatrização para cada tipo de tecido; fatores que atrasam ou aceleram o processo e tratamento
  • Tipos de inflamação e reconhecimento da importância clínica da sua correta classificação.
  • Impacto e importância das técnicas de reabilitação no processo de cicatrização
  • Impacto da imobilização nos tecidos e importância da remobilização precoce.
  • Os diferentes tipos de fibras musculares e sua relevância nas várias aptidões desportivas entre raças.
  • As principais diferenças fisiológicas entre exercício aeróbio e anaeróbio.
  • Adaptações teciduais e nos sistemas cardiovascular e respiratório com a melhoria dos níveis físicos.

 

Prática: Identificação das estruturas anatómicas de maior relevância no âmbito da reabilitação física em peças anatómicas e posteriormente em cães.

 

 


Orador:
Valle Sánchez Raez (DVM, Dipl. Quiropráctica Animal y Fisioterapeuta)
03 - Trigger points e tender bands. Fisiologia da dor. Avaliação neurológica e músculo-esquelética – parte I
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Dor e Nociceção:

. Conceitos e Fisiopatologia (etapas desde a receção do estímulo à sua perceção)  . Classificação quanto à origem, localização e duração

  • Classificação dos diferentes tipos de fibras nervosas e sua relevância para o maneio da dor.
  • Mecanismos de controlo e modulação da dor e sua aplicabilidade na reabilitação física animal.
  • Escalas de classificação e quantificação de dor e claudicação.
  • Trigger point e tender band - reconhecer a importância da sua identificação, mecanismos patofisiológicos e objetivos terapêuticos.
  • Trigger points ativos e latentes - causas, importância clínica e tratamentos.
  • Claudicação e anomalias na locomoção - identificação com base nas principais referências anatómicas  e alterações na postura


Orador:
Cátia Mota e Sá (DVM, MSc, CCRP, Dipl. Quiropráctica Animal )
04 - Avaliação neurológica e músculo-esquelética – parte II
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Exame ortopédico e neurológico completo. Como identificar alterações?
  • Provas de avaliação física para deteção de instabilidade e dor articular e muscular.
  • Importância clínica da goniometria e perimetria.
  • Métodos de registo e monitorização de evolução de programas de reabilitação.
  • Reconhecimento de sinais de alarme e de agravamento das condições físicas que exijam reencaminhamento para o médico veterinário.

PRÁTICA:

  • Assimetrias e diferenças de postura e marcha.
  • Diferenças de temperatura corporais.
  • Exame neurológico.
  • Provas de avaliação músculo esquelética.
  • Medições biométricas – perimetria e goniometria.

 

 


Orador:
Cátia Mota e Sá (DVM, MSc, CCRP, Dipl. Quiropráctica Animal )
05 - Técnicas de reabilitação física I
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Importância, objetivos gerais e regras de segurança e bem-estar animal na aplicação das técnicas de reabilitação física.
  • Saber identificar sinais de stress e desconforto durante as sessões de reabilitação e ajustar adequadamente.
  • Princípios fisiológicos, indicações terapêuticas, contraindicações e precauções especiais de várias técnicas de reabilitação: crioterapia, termoterapia, massagem.
  • Movimentos ativos e passivos (ângulo de movimento passivo - PROM):

. Indicações e contraindicações . Mecanismos fisiológicos e benefícios miofasciais e neurológicos . Implementação de PROM num programa de reabilitação . Cuidados a ter

  • Ângulo de mobilização articular e alongamentos - indicações terapêuticas, contraindicações, tipos, tempos e precauções especiais.

PRÁTICA:

  • Contenção adequada à realização das diferentes técnicas terapêuticas.
  • Técnicas de massagem.
  • Exercícios passivos e alongamentos.

 

 


Orador:
Luís Resende (DVM, MSc, CVA, CAVMA, CCRP, VBMC)
06 - Técnicas de reabilitação física II
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Efeitos térmicos e efeitos não térmicos dos ultrassons.
  • Princípios fisiológicos dos ultrassons.
  • Principais indicações, contraindicações e precauções especiais na utilização dos ultrassons.
  • Elaboração de um protocolo de ultrassons (com adequada parametrização), incluindo frequência, intensidade, velocidade, pulso, duração e área de tratamento.
  • Conceitos fundamentais (intensidade, frequência, amplitude de onda), princípios fisiológicos, indicações, precauções especiais na aplicação de correntes eléctricas.
  • TENS (neuroestimulação elétrica transcutânea) vs. NMES (estimulação elétrica neuromuscular): diferenças de acordo com indicação terapêutico e parametrização.
  • Cuidados na aplicação de elétrodos: preparação da pele, métodos para diminuição de resistência, cuidados de segurança, colocação
  • Aplicação e benefícios do uso de TENS no maneio de dor aguda e crónica
  • ESWT (terapia extracorpórea por ondas de choque), magnetoterapia e laserterapia - princípios fisiológicos, indicações, contraindicações e cuidados especiais a considerar.

PRÁTICA::

  • Preparação de cães para tratamentos com ultrassons e electroterapia.
  • Tratamentos com ultrassons respeitando as suas regras de parametrização e precauções especiais.
  • Correto posicionamento dos eléctrodos para tratamentos TENS e NMES.


Orador:
Luís Resende (DVM, MSc, CVA, CAVMA, CCRP, VBMC)
07 - Técnicas de reabilitação física III. Hidroterapia.
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Exercícios ativos - tipos e indicações 
  • Períodos de introdução de cada exercício, possíveis contraindicações associadas e principais cuidados.
  • Como integrar e implementar exercícios ativos num plano de reabilitação. Interpretação de sinais de fadiga e desconforto e ajuste dos exercícios.
  • Impacto dos diferentes procedimentos cirúrgicos no tempo de introdução de exercícios ativos perante a mesma patologia (TPLO/TTA vs técnica extracapsular para rutura do ligamento cruzado cranial)
  • Dispositivos de auxílio à locomoção.
  • Hidroterapia:

. Princípios físicos relevantes da água que permitem o seu uso na reabilitação . indicações, precauções, contraindicações; cuidados de segurança

  • Diferenças entre hidroterapia em piscina e com recurso a passadeiras subaquáticas (Treadmills). Principais indicações e setups disponíveis de cada tipo.

PRÁTICA

  • Exercícios terapêuticos ativos, assistidos ou não.
  • Assistência a animais na água, no âmbito da hidroterapia.


Orador:
Cátia Mota e Sá (DVM, MSc, CCRP, Dipl. Quiropráctica Animal )
08 - Abordagem pós-cirúrgica, maneio de osteoartrite, considerações relevantes em oncologia e análise de casos clínicos.
Por confirmar | Centro de Reabilitação Oliveiras (Grupo Veterinário Oliveiras)

  • Principais problemas associados a diferentes condições, entre elas traumatismo medular e osteoartrite e o impacto dos mesmos na escolha do tratamento
  • Considerações pós-cirúrgicas relevantes em pacientes submetidos a cirurgias ortopédicas.
  • Principais objetivos de diferentes planos de reabilitação e como implementá-los consoante o problema (tratamento de dor, movimento, força)
  • Afeções comuns em pacientes oncológicos.

PRÁTICA:

  • Criação de listas de problemas, objetivos terapêuticos e planos de terapêuticos para diferentes casos clínicos (pós-cirúrgico, neurológico, oncológico, internamento prolongado)


Orador:
Cátia Mota e Sá (DVM, MSc, CCRP, Dipl. Quiropráctica Animal )

Formação Pós-graduada em Fisioterapia Veterinária

Por confirmar
Porto
8 Módulos
8 Sessões Práticas
}
9:30-17:30

CURSO ACREDITADO POR:




Esta formação permite obter o título de .

Ler Mais