Cobrar antes da consulta?

7 December 2020 – News

Cobrar antes da consulta?A pandemia trouxe novos protocolos de higiene e distanciamento social que limitaram o número de pessoas presentes em espaços fechados, incluindo clínicas e hospitais veterinários. Além disso, vários estabelecimentos recorreram ao lay-off de colaboradores, viram outros despedirem-se e tiveram mesmo membros da equipa a testarem positivo ao novo coronavírus. Apesar de não podermos generalizar, o volume de trabalho em várias clínicas e hospitais veterinários dos Estados Unidos aumentou bastante, o que possivelmente se explica pelo aumento do número de animais adotados durante o confinamento e pelo facto de várias pessoas trabalharem a partir de casa. Trabalhando em casa, os clientes têm mais flexibilidade para marcar as consultas e reparam mais facilmente em sinais indicativos de doença. Para garantir uma maior organização das agendas, muitas vezes prejudicada pelas desmarcações em cima da hora e pelo não aparecimento às consultas, algumas clínicas e hospitais começaram a cobrar um valor simbólico no momento da marcação da consulta. Na maioria dos casos, os clientes poderiam cancelá-la e receber o reembolso total do montante pago até então, desde que avisassem com 24h ou 48h de antecedência. Esta nova prática foi aceite pela maioria dos clientes, que a veem como uma medida adaptativa que será retirada assim que a normalidade regresse. Os dados disponíveis nos Estados Unidos demonstram que as receitas de agosto de 2020 foram cerca de 19% superiores às do período homólogo em 2019. Um aumento na procura dos serviços veterinários foi também verificado na Austrália e no Reino Unido. As expectativas futuras sobre a atividade veterinária variam muito entre os especialistas. Alguns dizem que as idas ao médico veterinário continuarão frequentes como consequência da adoção do trabalho remoto (mesmo que parcial) pelas empresas. Outros dizem que esta procura explosiva não durará para sempre e que assim que a vacina começar a ser administrada voltaremos à “vida normal”. Ross, K. As business booms, veterinarians start charging upfront. Sept 2020. https://news.vin.com/doc/?id=9805568