Aumentos progressivos da atividade de creatina quinase (CK) num gato anorético com miopatia necrosante

29 November 2021 – News

Aumentos progressivos da atividade de creatina quinase (CK) num gato anorético com miopatia necrosante

A miopatia necrosante (MN) não é uma patologia frequentemente diagnosticada em pequenos animais. No entanto, é possível que a sua incidência esteja subestimada pelo facto de não serem realizadas biópsias musculares por rotina. Esta patologia é caracterizada por necrose do músculo e gatos afetados podem apresentar paresia e aumento da atividade da CK.

A CK é um marcador enzimático específico indicador de dano das fibras musculares. Valores serológicos elevados desta enzima em gatos anoréticos são geralmente atribuídos a catabolismo muscular, trauma, decúbito prolongado, hemólise ou hiperbilirrubinemia.

O artigo em epígrafe descreve o caso de um gato Europeu-comum, macho castrado de 5 anos de idade, que foi levado a uma consulta veterinária de referência após um período de hiporexia e perda de peso marcada. Depois do exame físico e vários testes de diagnóstico, as principais alterações verificadas foram uma ligeira elevação da ALT e CK, densidade urinária diminuída e hematúria marcada.

O animal esteve internado durante mais de 3 semanas. O tratamento incluiu fluidoterapia intravenosa, antibioterapia, analgesia, fármacos antieméticos, relaxante muscular e suporte nutricional. O aumento da atividade da CK foi progressivo e durante esse período o gato manteve-se letárgico. Foi mais uma vez referenciado para outro hospital, tendo apresentado, no momento do exame clínico, uma marcha rígida. O diagnóstico presuntivo foi de uma miopatia primária, tendo por isso sido realizadas biópsias de músculo para análise. O diagnóstico histopatológico foi compatível com uma MN em estádio inicial com sinais de fagocitose.

Todas as medicações anteriores foram suspensas e iniciou-se tratamento com prednisolona (5mg PO SID). Foi também assegurado suporte nutricional através de uma sonda esofágica.

O animal mostrou melhorias em apenas 2 dias, nomeadamente a nível de apetite e da mobilidade. O tratamento com dose anti-inflamatória de prednisolona foi mantido ao longo de 5 semanas. Os níveis de CK começaram a diminuir e normalizaram ao fim de 6 semanas. Este caso clínico apresentou assim um desfecho favorável.

A biópsia muscular revelou mionecrose e excluiu uma possível origem inflamatória, metabólica ou congénita. Apesar de não podemos por de parte uma eventual miopatia imunomediada ou induzida por drogas, a causa mais provável é degenerativa.

Este caso demonstra que a necrose muscular pode ser uma consequência de anorexia prolongada e alteração do estado nutricional em gatos.

Chow J., Lam A. and Shelton G.D. (2021) Progressive increases in creatine kinase activity in an anorexic cat with necrotising myopathy. Journal of Feline Medicine and Surgery, Open Reports. https://doi.org/10.1177/20551169211031790